Anúncio Publicitário
RSS
Curta nossa fanpage!
Siga-nos!
Siga-nos no Instagram!
Curta nosso canal!
Dark Souls 3

Top 5: Chefes de Dark Souls 3 que estamos doidos para encarar

Dark Souls 3 será o último game da lendária, épica e tortuosa série, e pelas fotos e vídeos não será nem um pouco mais fácil que seus antecessores – para alegria dos fãs.

Nenhum aspecto de Dark Souls melhor demonstra a crueldade do game do que seus chefes – demônios ameaçadores, semideuses atormentados por pesadelos apenas prontos para deixar sua vida mais difícil.   Você vai morrer, morrer e morrer de novo até descobrir suas fraquezas e finalmente derrota-lo, num dos melhores sentimentos de vitória que os videogames já ofereceram.

Nos inúmeros trailers lançados, pudemos ver alguns dos chefes que estão por vir e o Invasão separou os 5 que estamos mais ansiosos para enfrentar.

5 – Dancer of The Boreal Valley

Dark Souls 3 - Dancer Of The Boreal Valley

Um dos chefões mais discutido entre os fãs da franquia, Dancer of The Boreal Valley é uma criatura etérea com uma capa fantasmagórica que lhe dá um aspecto elegante e leve, como se estivesse pronto para voar – antes de tentar te cortar ao meio é claro.

O movimento hipnótico da dançarina torna difícil prever seus ataques, e sem dúvida milhares de jogadores que viram outros gamers em ação devem pensar que se trata de um chefão fácil. Vamos esperar até o lançamento para conferir isso.

4 – Pontiff Sulyvahn

Dark Souls 3 - Pontiff Sulyvahn

De todos os chefões de Dark Souls 3, esse tem o nome que mais nos lembra Bloodborne, outro game da produtora From Software. Com suas catedrais e temática religiosa, Pontiff definitivamente não tem um ar amigável com sua grande altura, e mais parece um papa disposto a encarar uma cruzada e matar milhares de infiéis, sem recuar.

Sulyvahn controla seus soldados com um anel que os envia a zonas de frenesi e os traz de volta prontos para expedições estrangeiras assassinas em nome de qualquer que seja o Deus que ele venere. E sua espada de fogo aumenta ainda mais sua imagem tenebrosa.

Assustador!

3 – Curse-Rooted Greatwood

Dark Souls 3 - Curse-Rooted Greatwood

Qualquer um que viu o trailer alguns meses atrás já tem surtos de medo de pensar em enfrentar essa abominação. O mais excitante desse chefão é ele que revela algumas das novas mecânicas do game nunca vistas antes na série Souls.

Ao contrário dos outros games, nesse chefe não se forma um portão de névoa, pois você está andando num pátio até ser atacado por uma árvore que fazia parte do cenário e era inofensiva há alguns instantes atrás. É simplesmente horrível.

Essa criatura foi o espírito de uma árvore cujo papel biológico era absorver e dispersar maldições, até ser invadida por uma delas. Mais uma história trágica para acrescentar ao repertório da série Souls.

2 – Yhorm, The Giant

Dark Souls 3 - Yhorm, The Giant
Provavelmente a criatura mais intimidadora que vimos em todos os trailers lançados até agora, esse ser sem rosto é ameaçador com sua espada flamejante e armadura feita de correntes.

Chamado de o “Senhor Recluso” da profana Capital e um dos Senhores de Cynder, Yhorm preside a capital de Lothric, o Reino aonde se passa a história do game. O último trailer sugere que Yhorm é um chefe cruel e proativo, que não tem medo de desferir combos com sua poderosa lâmina.

1 – Farron’s Undead Legion, The Abyss Watchers

Dark Souls 3 - Farron’s Undead Legion, The Abyss Watchers

Nenhum game da série estaria completo sem uma dificílima batalha multi-chefes. The Abyss Watchers são apresentados no trailer como alguns dos Senhores de Cynder. Já tendo visto eles em ação, podemos afirmar que seus ataques remetem a Lady Maria de Bloodborne, com uma aparência semelhante e um estilo de luta mais rápido.

Similaridades a parte, eles parecem um bando bastante difícil, e infelizmente você terá que encara-los (antes de morrer muitas e MUITAS vezes).

Lembra de algume chefe memorável da série Souls? Deixe nos comentários abaixo!

914

Jean Panda

07/04/2016 às 09:26h

CDO e Co-Founder do IN, além de Mestre Sith e descendente de Gêngis Khan, um verdadeiro mestre das artes arteiras.

Comentários